quarta-feira, 3 de novembro de 2010

ESTOU APAIXONADO PELA DILMA


"COGITO, ERGO DUBITO"

           O que mais me encantou em nossa presidente eleita foi exatamente aquilo que mais a criticaram... nunca ter sido candidata a nenhum cargo político, e isso aconteceu também aqui em Minas Gerais com o nosso governador eleito, Antônio Anastasia, que, com o seu "choque de gestão", foi o responsável por "colocar em movimento o carro do governo” de Aécio Neves. Disputou só duas eleições, a de vice-governador e esta agora.
           Talvez a expressão "Dilmasia" seja reflexo desta coincidência, e fez todo sentido quando se constatou que lideranças políticas municipais apoiaram, no primeiro turno, Aécio para o Senado e Anastasia para governador, mas que ficaram com Dilma no segundo turno das eleições, independente dos apelos de Aécio, por questões partidarias, para a candidatura de Serra.
           De qualquer maneira conhecemos muito bem qual é a prática política que vigora em nosso país, e não ter experiência anterior na disputa de cargos eletivos, nos parece muito mais um benefício do que desvantagem, já que não foram acometidos por patologias pelas quais padecem a maioria dos nossos políticos.
          Einstein com Machado de Assis" , mas que também reflete o pensamento de alguns setores mais retrógrados do PT, admiradores de Chaves e de Fidel, que sonhavam em dar por aqui o mesmo tratamento que Venezuela e Cuba deram para a “imprensa golpista” de lá.
 Em seu primeiro discurso, enfaticamente, a futura presidente sepultou de vez aquela besteirada sobre “imprensa golpista” e “controle social da imprensa”, proclamada durante a campanha para blindar a candidata contra denúncias e que foi repercutida de forma equivocada aqui no blog por alguns militantes alienados, que se acham uma combinação "
         Parte do discurso de posse da presidente: “(...) vou valorizar a democracia em toda a sua dimensão, desde o direito de opinião e expressão (...) vou zelar pela mais ampla e irrestrita liberdade de imprensa (...) as críticas do jornalismo livre ajudam ao país e são essenciais aos governos democráticos, apontando erros e trazendo o necessário contraditório (...)”.
           Além disso, a presidente tratou de alguns temas já defendidos aqui neste minúsculo palanque de idéias: meritocracia, defesa do meio ambiente, liberdade religiosa, direitos humanos, transparência e, principalmente, reforma política (terceiro parágrafo), o que não será fácil, já que no discurso de posse, no seu segundo mandato (mesmo link), o presidente Lula também prometeu a mesma coisa.
           Dilma já norteou o caminho que precisará para criar as condições necessárias para que tudo dê certo em seu governo: “(...) Afirmo com clareza, que valorizarei a transparência na administração pública. Não haverá compromisso com o erro, com o desvio e com o mal feito (...) sem jamais perseguir adversários ou proteger amigos (...)”.
           Reafirmo, ao contrário do que disse o professor, também apaixonado por esta mulher, o Bloguetando não é palanque do PSDB ou de quem quer que seja... não faço política com paixão, e aqui ela não é partidária... é tudo uma questão de coerência, se não faço isso em sala de aula, apesar de saber que não existe imparcialidade absoluta, por que iria ser parcial neste espaço em que despendo tantas energias e dedico boa parte do meu tempo?

Um comentário:

marcos afc disse...

amigao, muito bom seu blog, estou começando o meu agora, se puder me dar umas dicas e comentar o meu. abraço.. marccosafccarvalho.blogspot.com abraços