quarta-feira, 31 de julho de 2013

JIHAD CRISTÃ - PASTOR SILAS MALAFAIA X PADRE ROGER LUIS, NO TWITTER


Jihad aqui tem o mesmo significado equivocado: “Guerra Santa”

“As pessoas dizem que querem a democracia, mas não suportam o contraditório” 
Silas Malafaia.

‘O Vaticano possui uma das maiores reservas de ouro do mundo. Os bilhões de dólares fraudados do banco do Vaticano dirigido por cardeais… milhões e milhões de reais de ofertas e dizimo de católicos enviados para cobrir o rombo do banco. Querem falar de pastores? Calem a boca. Já foram no Vaticano para ver a pobreza que é? Eu já estive lá. Calem a boca para falar de pastor. Conversa fiada de pobreza”, 
Silas Malafaia

“Querido irmão, infelizmente sua postura é lamentável. Mas a vida continua, o caminho de Cristo é o da Cruz. Deus sonda os corações, deixemos os julgamentos para Ele. O mais importante é que as palavras do Papa alcançaram os corações”  
Padre Roger Luis

“Não gosta do que falo, porque me acompanha? Cai fora se não gosta do contraditório. Se me acompanha e me acha inescrupuloso, você é pior do que eu. Olha a nossa preocupação: segundo o IBGE, nós, os evangélicos em 2020 serão maioria no Brasil. Como estamos preocupados, deixa eu [rir] kkkkkkk O único país do mundo onde os três últimos papas estiveram foi o Brasil. Somos nós que estamos preocupados? Deixa eu rir mais um pouco kkkkkkkkk”
Silas Malafaia

      Exercendo este “contraditório” tão proclamado pelo pastor, especialista em frases de efeito e em processar qualquer um que o interpele ou desagrade, não posso deixar de observar sua postura  irônica quando disse: “Cai fora (do meu twitter) se não gosta do contraditório. Se me acompanha e me acha inescrupuloso (...)”.
Por estas palavras dá para perceber quem não gosta do "contraditório". Seus seguidores do Twitter tem que acompanhá-lo como ovelhas? Não pode haver discordância?
        O que incomoda minha consciência cristã são  igrejas especialistas em “correr a sacolinha”, quer sejam as de hoje ou “a” de ontem, só que para esta mais antiga, o tempo, senhor da razão, trouxe-lhe a maturidade espiritual através de muitos de seus membros, os mais revolucionários como Giordano Bruno (queimado na fogueira da inquisição), John Wycliffe, Martinho Lutero e tantos outros, ou reformadores como Francisco de Assis, João XXIII, e, espero, Francisco, o novo papa...“Ecclesia reformata et semper reformanda est” (A Igreja é reformada e está sempre se reformando). Já as “novas igrejas”, ainda na infância espiritual, seus pastores agem como o bispo católico, John Tetzel, lá na Idade Média:



CURIOSIDADE:

VOCÊ JÁ OUVIU FALAR DO PROFESSOR HUBERTO ROHDEN? (CLIQUE NO TÍTULO)

Nenhum comentário: