domingo, 28 de junho de 2015

TERRORISMO MORAL EVANGÉLICO?

RASCUNHO ONLINE





CONTINUAÇÃO DA POSTAGEM DO DIA 25/JUNHO/2015:
"IDEOLOGIA DE GÊNERO OU QUESTÃO DE GÊNERO?"


          Talvez tudo isso que vimos no vídeo não passe de um terrorismo moral evangélico por causa do Plano Municipal de Educação, a discussão não é o ensino dos conteúdos tradicionais como Matemática, Português, História, etc., o que se discute é se os professores, devem ou não, abordar temas como preconceito, diversidade de orientação sexual, sexualidade, discriminação, etc. Há um grande desentendimento no Congresso Nacional sobre esse tema. De um lado as Igrejas, e, do outro, grupos de defesa das minorias.           
           Fiquei chocado com as denúncias do vídeo, se realmente esse material foi distribuído no Brasil inteiro pelo MEC, para a faixa etária relatada, não fiquei sabendo de processo algum contra quem quer que seja.              
          Já participei de alguns grupos virtuais de blogs educativos, com centenas de professores do Brasil inteiro, e nunca vi ninguém comentar alguma coisa, pelo menos parecida.
             Professor está se tornando uma profissão em extinção, além das agressões físicas, estas sim, verdadeiras, agora temos também essa investida moral, que nós, que somos do ramo, sabemos que não existe, foi aí pensei em outras possibilidades:   

Os últimos Ministros da Educação foram relapsos, já que a assessora jurídica parlamentar disse, várias vezes, no vídeo, que essas barbaridades para crianças com menos de 13 anos são cartilhas do MEC;
ou
O MEC foi incompetente na questão logística, já que lecionei em várias escolas nos últimos anos, em dois Estados (RJ e MG), e nunca vi uma cartilha dessas em nenhuma escola;
ou
Sei que até pode existir, mas garanto que não é regra, e nunca vi professor abordando aluno com uma conversa esquisita e tendenciosa como a relatada pelo Senador Marcelo Crivella, muito menos um teste pornográfico, como o que foi denunciado pelo debatedor na Globonews;
ou
Sou péssimo observador, isso tudo acontece debaixo do meu nariz e nunca vi ou prestei atenção. 



                                 Uma pequena amostra do que realmente está acontecendo em nossas escolas, relato de uma amiga que também participa dos blogs educativos de professores, com membros de todas as regiões do país, essa destruição do nosso folclore e da nossa cultura lembra o Estado Islãmico destruindo, por motivação religiosa, as estátuas milenares da civilização assíria no Iraque:
    • Jenny Horta Pois é amigo, também nunca soube de nenhum desses absurdos. Mas presenciei foi um verdadeiro assassinato de nossa cultura e folclore numa das escolas em que trabalhei! A diretora (proprietária) era evangélica e quando lhe apresentei meu projeto para a semana do folclore, parecia o DOPS do tempo da ditadura: não poderia falar das lendas, crendices, religiões africanas, nem Monteiro Lobato escapou (o saci era demoníaco!) Fiz a ũnica coisa que pude: em forma de protesto, não desenvolvi nenhuma atividade relacionada. Terminei o semestre em consideração ás crianças e saí...




  • ENTREVISTA À REVISTA CARTA CAPITAL

Nenhum comentário: