sábado, 28 de fevereiro de 2009

CONTADOR DE OVOS

           O galinheiro ficava na entrada da casa, todo de tela, fechado com cadeado para garantir a segurança dos ovos daquelas que eram as “galinhas mais produtivas da cidade".
           No fim do dia, a turma de amigos se reunia para bater papo no botequim da esquina e a conversa do micro granjeiro era sempre recorrente... “minhas galinhas não falham um dia sequer na postura e, volta e meia, sempre encontro ovos com duas gemas”.
           Num destes dias, em que as mais produtivas fizeram “hora-extra” e não economizaram em gemas, veio o criador todo orgulhoso, carregando um cesto cheio de ovos, tendo colocado, estrategicamente, aqueles maiores à mostra na parte superior.
           De tão entusiasmado, mostrando a todos os méritos de suas maravilhosas galináceas, esqueceu a chave do galinheiro ao lado dos colegas.
           Com a perspicácia de quem nunca perde oportunidade em fazer uma gozação, "alguém" saiu em disparada rumo ao chaveiro mais próximo.
           Na calada da noite, sorrateiro como um gato, abriu o galinheiro e, em vez de furtar, como normalmente acontece nestes casos, colocou mais cinco ovos e os distribuiu equitativamente entre os ninhos, sumindo em seguida na escuridão.
           Pela manhã, bem na alvorada, as penosas cacarejaram vigorosamente anunciando um novo tempo para aquele que se transformaria no mais famoso galinheiro Estado.
           Mais radiante e eufórico do que de costume, seu proprietário exaltava a nova qualidade de suas penosas: “além de botar ovos com duas gemas, algumas delas vão entrar para o Guinness Book, aparecer no Globo Rural ou até no Fantástico... as mais famosas do Brasil, já que são as únicas que se tem conhecimento, a botar dois ovos por dia”, disse maravilhado ao constatar o número superior de ovos à quantidade de galinhas.
           A proeza daquelas bem-sucedidas galinhas se repetiu por uma semana, até que o criador começou a ficar cabisbaixo: “o excesso de produção esgotou minhas poedeiras; agora, quase todas estão falhando. Hoje, por exemplo, colhi apenas um ovo”.
           Existe uma razão inversa entre quantidade e qualidade, os números sempre nos iludem a respeito da realidade, quanto mais importância damos a eles, mais perdemos o foco das coisas que realmente importam.
* Projeto: Produzir o curta-metragem, "Contador de Ovos" com os alunos do Ensino Médio

7 comentários:

Julieta Sueldo Boedo disse...

Olá Fernando! Bom, apesar de ser meu primeiro comentário no seu blog, sou uma das visitantes verdadeiras! :) rsrsrsrsrs Já passei várias vezes para dar uma lida e te fazer uma visita, mas é que estou trabalhando taaaaaaaaaaaanto que nem sempre deixo comentários, desculpa! Besos!

pedagogica mente blogando disse...

heheheheheh adorei! é isso mesmo! não é preciso "filmadora digital" quando existe um trabalho real!pARbés a você e a essa moçada que " promete"!
super-beijjo vera

Josete disse...

Oi Fernando!
O hábito de comentar em blogs vai aumentando à medida que as pessoas se apropriam da rede e perdem o medo de deixar a sua marca registrada... Eu por exemplo, prefiro deixar um comentário no blog, que é mais pessoal, do que na lista de discussão. Acho mais pessoal...
Parabéns pelas idéias e pelos alunos artistas!
Abraço,
Josete
http://jmzimmer.blog.uol.com.br

Profª Thaiza disse...

A idéia é fantástica, Fernando!
Já estou ficando curiosa pelo Curta!
=D
Parabéns pelo Blog!
Bastante sensato!!
[]'s
.
Perdão, mas tive que apagar a mensagem anterior, pois salvei aqui sem querer [antes de terminar de escrever], e estava escrito tudo emendado.
Rssss!
Dizem que químicos não regulam né?! Fazer o que!
hehehehehe!!
Até mais!

Lenira, Deolinda, Claudiane, Vanda disse...

Fernandão, adoooooro suas postagens!

bjus...

Lenira

Beth Vitória disse...

E aí amigo Fernandão!
Adorei o trabalho com sua turma!


Parabéns!


Abraços.

Gládis Leal dos Santos disse...

Oi, Fernando

Parabéns a você seus talentos alunos. Trabalhar com produção de vídeos é "viciante", cada vez surgem novas idéais e a turma além de aprender os conteúdos estudados de forma lúdica, desenvolve a criatividade, a oralidade entre outras competências. Também tenho feito alguns trabalhos nesta linha, sempre com um retorno muito positivo por parte dos alunos. Os vídeos de animação também podem servir como recurso em atividades de produção da turma sobre os assuntos trabalhados.

Abraços
Gládis