domingo, 1 de março de 2020

A VERDADE DÓI? ARRANCA PEDAÇO?



Gaveta virtual, guardando meus rascunhos online
;

          Como todo mundo "não damos o braço a torcer", mas criamos compromissos com o que dissemos ontem, reforçando argumentos de anteontem, por causa de discussões de trasanteontem, pior ainda se estiver registrado pela escrita, aí a comprometimento é maior ainda.
         No dia-a-dia elaboramos uma espécie de teia mental que nos torna cativos de nossas próprias "verdades" pessoais, desfazer e escapar dessas armadilhas do pensamento é muito mais complicado do que possa aparentar.
É muito mais fácil discursar verdades alheias do que criar uma genuína opinião pessoal é como num parto (EDUZIR, origem etimológica de EDUCAR, tirar de dentro), mas também nos dá a alegria de uma nova vida, isso mesmo, "criar" uma visão nova é como parir.
   Aprendemos muito mais com as divergências e contrapontos do que com as concordâncias, mas é preciso coragem e entendimento de que só a burrice é estática, e ainda assim sempre haverá quem discorde afirmando que "E não há nada pior que um burro em ação! é um desastre" (Marli Fiorentin).
      A verdade dói, mas não arranca pedaço.

Publicação no Facebook em 02/03/2020


Nenhum comentário: