sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

MEMÓRIA HISTÓRICA DE MURIAÉ


RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE




HELLEN FOTO STUDIO

         Vendo estas fotos do saudoso Lelen (Hellen Foto Studio) que junto com o Foto Fortunato, registraram em fotografias a história muriaeense na segunda metade do século passado, resolvi  fazer alguns registros que ficaram em minha memória.
        O local do palanque fica em frente onde hoje é o Top Center, que era um enorme depósito e beneficiamento de café, acho que pertencia ao Sr. José Pires (que está no palanque) e ao Sr. Amador Pinheiro de Barros.
      A via que aparece ao fundo é a Rua Barão do Monte Alto, na esquina, à esquerda, no térreo, existia a Casa do Fazendeiro, e no andar superior, a Rádio Muriaé.
Seguindo em direção à Rua Barão do Monte Alto, após o palanque, aparece a entrada de um beco (1), que ia até onde é hoje a Av. Kubitschek, à margem do Rio Muriaé, o comércio seguinte era a Padaria do Sr. Raul (2), depois a loja de tecidos do Sr. Raimundo (3), avô do Dr. Eduardo Moreira de Souza, na sequência, um terreno desocupado (4), que pertencia ao Cine Brasil Centro, onde mais tarde foi construída a Lanchonete Pilão, após vinha o Cinema Brasil (5) e a minha rua, a Capitão José Justino.
       A parte que não aparece em frente ao palanque, o enorme espaço entre onde é hoje o Top Center e o Banco Itaú, e do Relógio da Praça até o prédio da Radio Muriaé, era um imenso largo de paralelepípedo, onde estava concentrado o grosso da multidão que assistia o comício e não aparece na foto.
       Mais tarde, com a demolição da padaria do Sr. Raul e a Loja de tecidos do Sr. Raimundo, o antigo beco se transformou na Rua Amador Pinheiro de Barros.

EM TEMPO: A foto inferior, à esquerda, é anterior a padaria do Sr. Raul e a Loja de tecidos do Sr. Raimundo, mas a entrada do beco, o terreno desocupado e o cinema já estavam lá

FOTO FORTUNATO



Nenhum comentário: