sábado, 21 de março de 2015

CUIDADO COM A INFORMAÇÃO

















Rascunho online

 PRECISAMOS TOMAR MUITO CUIDADO COM A INFORMAÇÃO QUE RECEBEMOS

         Minha PRÁTICA sempre foi mais “freireana”, do que o DISCURSO da maioria dos professores que conheço que defendem intransigentemente o nosso patrono da educação.
         O que sempre critiquei e, contraditoriamente, o que mais vejo nos ferrenhos defensores de Paulo Freire é aquilo que ele mais condenava, a “educação bancária”,  professor “depositando” conhecimento na cabeça do aluno.
         Precisamos tomar muito cuidado com as informações que recebemos, ainda que venha de pessoas como Marcelo Rubens Paiva, autor de “Feliz Ano Velho”, publicado em 1982, traduzido em vários idiomas e o livro nacional mais vendido da década de 1980.
        Filho do ex-deputado federal socialista Rubens Paiva, foi cassado e exilado pelo Golpe de Estado no Brasil em 1964, que depois foi preso, torturado e morto em 1971, e seu corpo só foi descoberto 40 anos depois, após depoimentos de ex-militares envolvidos no caso à Comissão Nacional da Verdade.
          Mas como questiono tudo e duvido de tudo, não acho esse endeusamento saudável, coloquei o vídeo do Filosofo Armindo Moreira apenas para fazer contraponto, já que ao contrário dele não acho que professor deva ser apenas “instrutor”, em uma sociedade como a nossa com tantas adolescentes grávidas, pais de alunos omissos na educação que deveria começar em casa, desempregados, drogados, violência domestica, abusos sexuais, etc., com tudo isso será que o professor deve ser mesmo apenas instrutor? Limitar-se exclusivamente aos seus conteúdos específicos? Matemática, Português, História, etc.? Sem falar, é claro, em uma quantidade enorme de pais que já transfere, há muito tempo para nós essa tarefa que, definitivamente, não é exclusivamente nossa.
          Como sempre faço, chequei a informação de Marcelo Rubens Paiva e mandei um e-mail para a Universidade de Stanford:
CLIQUE AQUI

TRADUTOR GOOGLE



 FILÓSOFO ARMINDO MOREIRA FALANDO SOBRE PAULO FREITE

Nenhum comentário: