segunda-feira, 7 de junho de 2021

NINGUÉM ESTÁ ACIMA DO BEM OU DO MAL

 


RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE


MINHA PARTICIPAÇÃO EM UMA ENTREVISTA COM O MINISTRO DA EDUCAÇÃO, PAULO RENATO, SOBRE *MERITOCRACIA PARA UM ARTIGO PARA O JORNAL QUE ESTAVA SENDO CRIADO NA ESCOLA

         

"Está tudo dominado pelo presidente Jair Bolsonaro. O Congresso, no bolso dele. A Receita Federal, a Polícia Federal, a Agência Brasileira de Inteligência e a Procuradoria-Geral da República, sob seu estrito controle. Faltava render-se o Exército, não falta mais". Blog do Noblat, de 06/06/2021
   
            Em 2009, fiz duas publicações sobre mudança na educação por causa de uma discussão acalorada que tive em um grupo de professores que participava: “DESIDEOLOGIZAR PARA NÃO AMARELAR” e "E O PROFESSOR AMARELOU", e fui muito criticado por discordar que o professor deva ter liberdade total para construir o conhecimento junto com seus alunos, que para mim é improdutivo e irracional. Qualquer ciência pressupõe um método, apesar de saber a opinião da maioria dos colegas quando o assunto é melhorar a gestão escolar nessa linha, quase sempre atribuem ao "neoliberalismo" qualquer tentativa de introduzir palavras como "planejamento", "padronização", “CONTROLE”, “ FISCALIZAÇÃO”, "avaliação de desempenho" e *meritocracia, este último, mesmo sabendo que não se pode pensar em igualdade e alicerces sociais tão desiguais, mas que é fundamental no serviço público, em que todos entraram por concurso, portanto,  todos no mesmo nível.
            Mas voltando a intenção de Bolsonaro em fechar o regime, relembro a denúncia relatada pelo saudoso jornalista Ricardo Boechat sobre compras realizadas na Marinha, e que agora, três anos depois, repetiu com as compras de 15 milhões para funcionários da administração e membros das Forças Armadas que, além de toneladas de leite condensado, foi incluída compras de R$ 2,2 milhões em chicletes, R$ 2,5 milhões em vinhos e R$ 32,7 milhões em pizzas e refrigerantes, isso para não falar de uma denúncia mais grave, a do coronel, superintendente do Ministério da Saúde, no Rio de Janeiro, que foi demitido sob a acusação de contratos irregulares sem licitação.
                Não estou escrevendo isso para desmoralizar as Forças Armadas, mas apenas mostrar que ninguém está acima do bem ou do mal apenas pela função que ocupa, e que pelo fato de serem militares não estão imunizados contra o mesmo mal que atacou Lula e o PT.
             Se as intenção de Bolsonaro se concretizar, QUEM FARÁ O CONTROLE E FISCALIZAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS SE OS MILITARES  FECHAREM O CONGRESSO E O STF?

segunda-feira, 31 de maio de 2021

SOBRENOMES


RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE

 

 DRA. MAYRA, A CAPITÃ CLOROQUINA E O SENADOR OTTO ALENCAR 

          Fulano Lula da Silva Teixeira ou Sicrana tratamento Precoce de Oliveira, as pessoas mudam até de nome para defender suas crenças políticas, mas como a liberdade é para mim uma linha divisória intransponível, e mesmo ciente de toda corrupção e desgoverno dos petistas, nunca houve por eles interferência nas instituições para proteger seus membros dos crimes a que foram acusados, muito menos se falou em fechar o regime defendendo um mecanismo como a AI-5.
        Por isso em vez de política partidária, e por causa do sobrenome da "Sicrana" que vi hoje, quero me ater apenas nas “flexões do pensamento” sobre a pandemia e nas práticas que estão verdadeiramente associadas no combate ao vírus, como uso de máscaras, distanciamento social e VACINA do que na defesa de medicamentos sem comprovação de eficácia.
          Os únicos estudos positivos que vi sobre a cloroquina e a hidroxicloroquina, citados inclusive por médicos como a Dra. Mayra, a Capitã Cloroquina, foram apenas experimentos “in vitro”, que é uma fase muito preliminar de pesquisa, em ambientes controlados e fechados em laboratório, que pelo meu entendimento leigo seria o mesmo que você colocar o vírus do covid-19 em um vidro com água e sabão ou álcool gel, claro, o vírus morreria. Conhece alguém que mesmo sabendo da eficácia de lavar a mão com água e sabão ou usado álcool gel tenha tomado para se proteger do corona vírus? A mesma coisa com outros medicamentos recomentados pelos tais “tratamentos precoces”: 

domingo, 23 de maio de 2021

O BOM PROFESSOR... DE ONTEM E DE HOJE



RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE 

A DIFERENÇA ENTRE O PROFESSOR DE ONTEM E O DE HOJE


         Recuperei o som de uma antiga entrevista sobre educação, esta primeira parte foi sobre a comparação da escola de ontem com a escola de hoje, mas em 2011, assistindo a antiga fita em VHS, resolvi escrever sobre o assunto aqui no Bloguetando 

 
O BOM PROFESSOR

       Aí estava eu em meu "habitat",a sala de aula, com muitos quilinhos a mais e os cabelos ainda sem as "luzes" de hoje, mas muita coisa evoluiu debaixo deles, principalmente sobre o que disse sobre o que é ser um bom professor no improviso, mas continuo achando que o que disse sobre afetividade continua sendo fundamental na convivência diária entre professor/aluno.
         Ao contrário da opinião do filósofo Armindo Moreira, continuo achando que o professor além de "instrutor" também é educador.
          Aproveito para agradecer a todos os meus queridos ex-alunos o sentido que deram a esta minha medíocre existência, e deixo para quem não conhece, escancarando minha vaidade, dois links demonstrando os frutos que colhi nessa minha prática pedagógica intuitiva que me enche de orgulho:
"SEMEADOR DE ESPERANÇA" e 
"EVENTO NA ESCOLA"
         




quarta-feira, 19 de maio de 2021

DEUS QUER DITADURA


RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE 

    

  

           É fácil para empresários como o tal “Véi da Havan” colocar caminhões na Praça dos Três Poderes e “legiões” de pastores lotar ônibus com fiéis de verde/amarelo para uma cruzada pela ditadura e o obscurantismo político, mas usar o nome de “Deus e da família” não sobrepõe aos três bilhões do orçamento paralelo do novo “Mensalão”, o "Tratoraço", muito menos à incompetência na governança e irresponsabilidade e mau exemplo pelas quase 500 mil mortes na pandemia.
            As mobilizações antidemocráticas pró AI-5 e ditadura impressionam pelo visual grandioso, dão a sensação de maioria, mas não chegam a 30% do eleitorado e vão diminuindo a cada declaração desastrada do presidente.
          

sábado, 15 de maio de 2021

CIRO GOMES PERDEU O FUSCA DE ESTIMAÇÃO


RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE 

       É bem-vinda qualquer voz contra o anticivilizatório, inconsequente e irresponsável governo Bolsonaro, e não tenho nada contra um político criar um grupo para se auto elogiar e fazer propaganda política de si mesmo para as próximas eleições, mas os membros precisam saber quais são as intenções de quem criou o grupo.
       Me senti seduzido pelo convite para participar do grupo “Nem Lula, Nem Bolsonaro”, e logo que entrei teve uma discussão, alguns criticavam Ciro Gomes e a maioria o elogiava, por isso resolvi publicar o vídeo e o texto abaixo
        Como minha postagem foi censurada, comecei a observar as postagens anteriores do grupo, e a cada 10 ou 15 posts criticando Lula ou Bolsonaro, tem um elogiando ou com entrevistas de Ciro Gomes com sua verve afiada.

A POSTAGEM CENSURADA

          Ciro Gomes é apenas mais um, mas apesar de tudo nunca deixo de ouvir o que ele ou qualquer outro político tem a dizer, entre Lula e Bolsonaro, meu voto será dele, mas a mudança tem que ser mais embaixo... e profunda.
          Estava lendo os comentários da penúltima postagem e resolvi fazer a minha primeira participação no grupo, independente de nomes ou partidos, vim para cá para participar de uma mudança real de paradigmas, e Ciro Gomes é um exemplo fiel de tudo que não quero mais na política brasileira.
          Não custa sonhar, mas ninguém aguenta mais presidentes “bom de papo” e com a verve discursiva afiada, transbordando segurança, mas que, quando eleitos, tem pela frente um Congresso formado por pessoas iguaizinhas a ele, com a mesma enrolação, e que na “verdade verdadeira” são eles, POR NOS REPRESENTAR, que realmente detém o poder.
           Politicamente sonho com o VOTO DISTRITAL MISTO, em duas votações, uma com 70% dos candidatos escolhidos nos distritos (domicílios eleitorais)  numa segunda votação, 30% para escolher os candidatos que o partido político indicar, e uma década depois, se as práticas que conhecemos mudassem, aí sim, um novo plebiscito para saber se a população optaria por presidencialismo ou parlamentarismo.
          Se votei em um Deputado e quero saber como foi sua atuação, não será a propaganda política no horário eleitoral ou argumentos de cabos eleitorais espalhados pelos quatro cantos do Estado, movidos por interesses próprios que fornecerão as informações que necessito para avaliar o desempenho do meu candidato
          O voto por distrito seria um simplificador, e até diminuiria os "custos" de uma eleição, fazendo com que a decisão dos eleitores dependesse, exclusivamente, do desempenho dos próprios políticos, cada deputado, por mérito pessoal, mostraria a que veio em debates locais e, por causa da disputa, os próprios oponentes que estivessem disputando o mesmo cargo nos apontariam, se o oponente já estivesse cumprindo mandato, suas possíveis falhas ou omissões na Câmara.
         Ciro Gomes, pela sua experiência até que poderia ser um bom Primeiro Ministro, mas já está manjada esta sua história de político "sabe tudo" personificando o estereótipo de salvador da pátria.
         Se nas próximas eleições aparecer um candidato preparado para o cargo de presidente defendendo o voto distrital como única saída política para o nosso país, terá meu voto e o meu apoio.


quarta-feira, 12 de maio de 2021

QUEM SOU EU - NA LATERAL DO BLOGUETANDO


RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE 


           
       Sou professor aposentado e blogueiro multimídia, mas antes de tudo um humanista sonhador, com pouco talento e muitas limitações, mas que quer acertar e fazer diferença.
       Graduei-me em Filosofia, mas gosto mesmo é de colocar em prática o que aprendi em minha Pós em "Tecnologias em Educação". (PUC-Rio), isto porque acredito que a inclusão digital é um dos melhores caminhos para a inclusão social, contudo, não perdi o gosto pela Filosofia ou deixei de “filosofar”.
       Tenho uma atração enorme pelas divergências, gosto dos contrários e estou aberto a qualquer discussão, não para impor pontos de vista, mas para aprender e até mudar de opinião se os argumentos forem mais consistentes que os meus.
       Sou flexível e aberto a todas as possibilidades, pois a consciência transcendente de viver em um tempo eterno e num espaço infinito me afasta das posturas absolutas e definitivas.
         Tento me aproximar ao máximo da verdade, porém, me recuso a enxergá-la por uma ótica exclusiva, por isso, sempre faço simulações, e, virtualmente, como se estivesse num simulador de voo, transporto-me nas idéias contrárias às minhas, experimento-as por dentro, provo-lhes o sentido, dou-lhes todas as razões, sinto-as minhas, e só então me sinto apto a criticá-las.
          Da mesma forma, ataco minhas certezas, colocando-as ao avesso, expondo-lhe todas as fraquezas, procurando-lhes os defeitos, interpretando-as por uma ótima radicalmente contrária à minha, e só então me sinto hábil a defendê-las.

sábado, 8 de maio de 2021

EM APENAS DUAS SEMANAS MUDEI DE OPINIÃO SOBRE O VOTO IMPRESSO


RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE 






          Um dos motivos deste post foi a chacina com 28 mortos no Jacarezinho, e a justificativa é a opinião do presidente: "violência se combate com violência".
          Aí veio a pergunta que nunca vai calar: se os traficantes dominam 15,5%  e os milicianos 50% de territórios como o Jacarezinho, será que os milicianos tb serão massacrados? Será que o armamento deles é menor do que o dos traficantes?
Não mudo uma vírgula do que reiterei duas semanas atrás 
sobre uma opinião que dei há 12 anos.
              Entendo a revolta de quem defende a máxima de "bandido bom é bandido morto",  entendo a revolta de ver um companheiro morto, como o policial que morreu na operação no Jacarezinho, assim como sei que para um formador de opinião, é muito mais fácil defender execução e incitar a violência, e que a defesa tem que ser da polícia e não de criminosos, e é exatamente aí que fui procurar o termo jurídico da palavra no dicionário:
"Criminoso é a pessoa que cometeu um crime", e acrescento, qualquer tipo de crime: desde ser beneficiado por empreiteiras, receber dinheiro suspeito na conta da esposa, comprar mansão ou tríplex, atentar contra a saúde de milhares de brasileiros devido a má gestão ou mau exemplo na pandemia, ou execução, não importando se por bandidos como no caso do jornalista Tim Lopes ou se por policiais agindo fora da lei. O termo correto no dicionário é: "que ou aquele que infringiu por ação ou omissão o código penal, cometendo crime... 
 


sábado, 24 de abril de 2021

TOXIDADE

 

 

RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE 


          Os lobos estão intoxicados pelo excesso  de informações, tenho amigos aqui que fazem de 20 a 30 compartilhamentos por dia de propagandas políticas... nada autoral, querem salvar o Brasil com a opinião dos outros.
           Usam compulsivamente a alienante droga da convicção terceirizada, e cada vez mais vão se distanciando da realidade em suas cracolandias virtuais (última foto)
          Faço oposição debatendo ideias, que é o que há de mais saudável na pluralidade  democrática, mas debater o quê com esses toxicômanos e suas drogas digitais injetáveis, sem controle, aplicadas diretamente no cérebro?
           Continuo seguindo à margem dos rebanhos

           




terça-feira, 20 de abril de 2021

UMA MANCHETE MENTIROSA É MAIS PODEROSA DO QUE MIL VERDADES

 

RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE 

Não deixe de clicar nos links         
Uma manchete pode contar uma grande mentira falando só verdade, e isso acontece porque a maioria das pessoas não tem hábito de leitura e não conseguem ler mais do que as três linhas da manchete, e quando conseguem, não checam para saber se é verdade, por isso são tão fáceis de serem enganadas. Isso explica a razão de muitas pessoas esclarecidas, amantes da "verdade", defensoras da "moral e dos bons costumes" continuarem seguindo, em procissão, um governo que defende absurdos como tortura, guerra civil, porte de arma para diminuir a criminalidade, AI-5, ditadura, fim do Estado laico, racista, homofóbico, e o pior, com seu mau exemplo e negacionismo sobre distanciamento, uso de máscaras e desprezo pelas vacinas está diretamente ligado ao recorde brasileiro de 4.249 mortes por covid em 24 horas.
          O BBB deste ano está extremamente didático em matéria de comportamento, no post anterior falei sobre racismo, agora um exemplo emblemático sobre INDUÇÃO À MENTIRA:
         ... depois dessa manchete, lá no finalzinho da reportagem, a resposta da "BIGBROTHER" CONTANDO A VERDADE que me fez lembrar da propaganda WBrasil, produzida em 1987, considerada um dos 100 melhores comerciais de todos os tempos, mostrando várias qualidade de Hitler:









terça-feira, 6 de abril de 2021

BBB - BIG BROTHER BRASIL - RACISMO


RASCUNHO E DIVERSÃO ONLINE 


"Um furúnculo jamais pode ser curado, enquanto encoberto, mas precisa ser rasgado e exibido em toda a fealdade ao poder curativo natural do ar e da luz."
                                                                         Pastor Martin Luther King Jr 



João Luiz chora com o comentário racista de Rodolfo:
“Machuca muito mais, às vezes, do que um murro”
CAMILLA DE LUCASKAROL CONKÁ, GILBERTO, NEGO DI, LUCAS PENTEADO, BABU, LUMENA, POCAH, TELMA E PROJOTA

           No finalzinho do ultimo post falei em diminuir o tamanho dos meus textos, mas como este não é assunto para meme ou para ser discutido em apenas três linhas, como acabou de dizer Tiago Leifert, é um assunto que se precisa "pedir perdão preventivo" ao tentar  trazer mais luz à uma discussão que, definitivamente, não estou acostumado. 
           No BBB do ano passado o programa pecou na falta de representatividade, com apenas dois pretos, Telma Assis e Babu. e como o racismo lá também foi recorrente, e  Babu foi o precursor dessa abordagem sobre o assunto. Ainda está fresca minha lembrança da hashteg #babunãoéescravo
.
            Felizmente esse ano a emissora corrigiu o problema com maior participação de 09 negros entre os 20 participantes, que bom que isso tenha acontecido para nós, "homens brancos", estamos "sentindo na pele", empaticamente, a dor do professor João Luiz, mostrando que a piada do Rodolfo "tocou em um ponto especifico" de sua mente, trazendo à tona a dor de um sofrimento acumulado, como disse, presenciado por ele durante toda a sua vida..
            Sei da dificuldade de boa parte da população, inclusive de alguns negros, para perceber a razão dessa revolta em relação a esse incrustado e invisível racismo, cheguei a ver comentários debochados de pretos falando que a atitude do brother foi "frescuragem".
           Sempre procurei mostrar para meus filhos, meus alunos e para todos os meus amigos o quanto são nocivas as opiniões preconcebidas (opinião anterior) sobre um determinado grupo sem ter informações que as justifiquem, sobretudo, como aconteceu na TV a respeito do racismo inconsciente e invisível que permeia a vida de todos nós "homens brancos", e refazer humildemente qualquer opinião equivocada.
           Dois episódios recentes evidenciaram a necessidade de redobrar os cuidados com as palavras e as minhas atitudes, o primeiro dos dois foi o racismo que eu e a Inês sofremos nos EUA pelo simples fato de sermos latinos. O outro foi aqui em um desentendimento sobre política com um professor preto, talvez porque ele viva classificando de "elite branca" quem não pensa igual a ele, acabou desviado para um suposto racismo de minha parte que, conscientemente, afirmo que não existiu, já que todo o diálogo, na hora que me acusou, estava registrado
.
            Sempre me manifestei verbalizando o quanto o admiro por sua persistência, conquistas, simpatia e inteligência, mais, conheço toda a sua trajetória para chegar ao topo de nossa carreira, mas ele me fez sentir, bem no fundo da minha alma, certamente sem a mesma carga de sofrimentos, o preconceito, 
às avessas, tão discriminatório quanto os outros.
      Talvez por uma resposta reativa natural em relação a este processo histórico de discriminação racial, em meio a nossa acalorada discussão política, me me fez essa acusação, indignado, minha reação foi imediata, revidei o chamando de "escroto", que estava me sentindo ultrajado com aquele adjetivo, pedindo que ele mostrasse ali, nos nossos "comentários", ainda que fosse nas entrelinhas, onde eu o tinha ofendido, talvez minha dor seja uma pálida ofensa diante das que ele sofreu ao longo da vida, mas para mim foi ultrajante ser acusado de racista.
              Como não me apontou onde teria feito a acusação, o papo encerrou, mas no mesmo dia, em off, pedi perdão pelo "escroto", e ele justificou que o "racista" que ele havia me chamado era o estrutural, explicando o que era, como se eu não soubesse, retruquei afirmando  que nossa discussão era política e que não havia contexto para ele ter me chamado de racista. Insatisfeito com meu pedido de desculpas acrescentou que o lugar mais adequado para minhas desculpas seria onde eu o tinha chamado de "escroto", onde ele tinha sido ofendido. Por pouco não recomeçamos a discussão, já que disse que se voltasse lá para me desculpar,  ele também teria que se desculpar por ter me "xingado" e ofendido profundamente ao me chamar de racista. Não aconteceu nem uma coisa nem outra e desde então não nos falamos mais.
             Em relação ao racismo, não tenho dúvidas que também sou fruto da sociedade e do meio em que sempre vivi, não me excluo do resto dos brasileiros, tenho consciência de que sou um "racista em desconstrução", e procuro observar, sempre analisando atentamente todas as minhas reações, mesmo as mais sutis e imperceptíveis, observando essas deformações em mim resultantes de uma cultura enraizada de tantos séculos de escravidão.
            Que bom que o BBB, programa de TV antes tão discriminado pelas elites intelectuais, venha servir pedagogicamente para ajudar na cura  este "furúnculo" social, suscitando novas discussões para fazer uma profilaxia nessa "fealdade, trazendo-a ao poder curativo natural do ar e da luz".

*      Esse amigo (ex-amigo?) que reportei, se achar que o registro da minha memória foi diferente de suas lembranças do que aconteceu, meu espaço aqui ou no Facebook sempre estará aberto para suas contestações.